quarta-feira, 29 de junho de 2016

O Atacante Romero fala que Cristóvão confia e valoriza o seu trabalho....

Tudo que o paraguaio Romero queria era uma sequência de jogos. 
Desde a saída de Tite, já são três partidas como titular: contra Botafogo, Atlético-MG e Santa Cruz. Neste último, de volta à sua função de origem, aberto pelo lado direito, foi bem e fez um dos gols da vitória por 2 a 1.

Os dez gols marcados em 2016 fazem de Ángel Romero o artilheiro do Corinthians no ano. Sob o comando de Tite, a marca não era suficiente para uma vaga entre os titulares. Com Cristóvão Borges, seu status mudou e hoje contra o América-MG, em Belo Horizonte, o paraguaio tenta provar que pode, se firmar ainda mais na equipe titular do Timãol.

"apas para Romero"
"Estava um pouco triste porque não estava jogando, sou o artilheiro do time (10 gols em 2016). É foda, você ficar fora, mas acontece. Falei que se viesse uma proposta eu ia conversar com minha família e empresário. Agora, com a troca do treinador, ele confia no meu trabalho, valoriza meu trabalho, fico feliz por isso – afirmou o atacante.

Com o pedido atendido e a entrada de Luciano, Romero deslanchou. Os gols valem muito. Com apenas 20% dos direitos econômicos do jogador, o Corinthians não faria esforço para segurá-lo em caso de nova proposta do exterior. Se os gols continuarem a sair, porém, Romero pode completar sua volta por cima e não sair mais do clube em que tanto quer vencer.

O Corinthians estuda a contratação do atacante Getterson.


O Corinthians estuda a contratação do atacante Getterson. Aquele que estava contratado pelo São Paulo, mas o acordo foi desfeito depois que a direção do time do morumbi, descobriu em uma rede social declarações do jogador contra o clube. Nas mesmas publicações, ele dizia torcer pelo Corinthians e também chamava o rival de BAMBI. 

– "Temos um departamento que fica monitorando todo mundo. É um jogador que foi visto antes e estão vendo de novo agora" – afirmou o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, em entrevista ao canal Fox Sports.

O Cifut (Centro de Inteligência do Futebol do Corinthians) vem fazendo relatórios sobre o desempenho de Getterson para que a diretoria possa decidir se vai abrir negociações. Enquanto isso, o atacante voltou a treinar em Curitiba. Ele se destacou pelo JMalucelli ao marcar cinco gols último no Campeonato Paranaense.
Apesar das avaliações, o Corinthians ainda reluta em investir em Getterson. O clube procura por um centroavante para reforçar o elenco, mas gostaria de buscar um jogador renomado para ser titular. Com André fora após realizar uma cirurgia de hérnia inguinal, Luciano voltou a ser o “camisa 9” do Timão.

Curiosidade....você sabia que o Timão nunca perdeu quando o atacante luciano marca gol.

O fim do jejum de gols do atacante Luciano é um alívio para o Corinthians. Não apenas porque poderá marcar a recuperação psicológica do jogador.
O Corinthians jamais foi derrotado quando Luciano balançou as redes. 

O atacante já atingiu a marca de 24 gols pelo clube, anotados em 16 jogos diferentes: 15 terminaram com vitória e apenas um com empate (1 a 1 com o São Paulo, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro de 2015).

O período de maior efetividade de Luciano foi justamente no último Brasileiro, quando assumiu a função de centroavante aberta pelo peruano Paolo Guerrero, que rumou para o Flamengo, e por Vagner Love, em mau momento. A grave contusão no joelho direito sofrida em um clássico diante do Santos, no entanto, interrompeu a sua boa sequência.

Na noite do último sábado, Luciano voltou a fazer um gol, o primeiro do jogo contra o Santa Cruz. E, como de hábito quando ele acerta a rede, o Corinthians venceu, desta vez por 2 a 1.

"O gol me deu bastante confiança. Estava há vários meses sem conseguir marcar e ficava incomodado. Agora, muita gente me deu parabéns", sorriu Luciano.

Com 88 partidas disputadas pelo Corinthians, o atacante terá a sua próxima oportunidade de aumentar o retrospecto de gols associados a bons resultados na noite de quarta-feira. O adversário será o América-MG, no Independência.

Rodriguinho afirma que Timão briga sim pelo Bí do Brasileiro

Rodriguinho afirma,que campeonato brasileiro esta muito mais disputado e que o Timão quer muito brigar pelo bicampeonato do brasileiro.
"Tem vários times brigando pela ponta esse ano. O campeonato está só começando, mas já deu para perceber que vai ser bem disputado, e a gente tem que estar nesse meio brigando, porque a intenção de todos é conseguir o bicampeonato. Nossa ideia é não deixar os adversários se distanciarem, mas esse ano será um pouco mais complicado, mas brigamos por vitórias e para chegar à liderança."afirmou o meia 
Rodriguinho afirma que vai ser especial volta ao independência. O meia e o goleiro Cássio são os únicos titulares que estavam naquela partida , que culminou  na arrancada do brasileiro 2015.

"Vai ser especial voltar lá. Ainda mais para mim, porque joguei bastante tempo, me sinto bem em casa, gosto muito de jogar lá, campo bom. Na época em que joguei no América-MG fiz o primeiro jogo do Independência. É um time que eu tenho carinho especial, passei dois anos. Mas agora minha cabeça, lógico, é voltada ao Corinthians e espero me firmar na equipe como jogador importante. E que a gente possa ter outro título. "

Sobre a sua sequência como titular da equipe, Rodriguinho acha que esta deixando uma boa impressão para o comandante do Timão.


"Com naturalidade, porque sei do meu potencial e já demonstrei isso outras vezes. Ano passado sempre que o Elias ficava fora e era preciso de mim eu pude jogar e ajudar. Acho que estou dando boa impressão ao Cristóvão, rendendo bem em campo".


"Campeonato Brasileiro é difícil, não podemos dar mole ou menosprezar ninguém. Logicamente jogamos todas para ganhar, mas independente de ser o último colocado precisamos ter seriedade para fazer o nosso papel e pontuar. Cada pontinho fará a diferença."

O Corinthians proximo de anunciar a renovação do volante Bruno Henrique.

O Corinthians pretende anunciar nas próximas semanas a renovação contratual do volante Bruno Henrique, de 26 anos, por mais duas temporadas. O jogador tem vínculo com o Timão até o fim desta temporada e já acertou detalhes para sua permanência. Contudo, o jogador ainda espera o clube chegar a um acerto com o Banco BMG para adquirir 25% dos direitos econômicos dele.

Atualmente o Corinthians tem apenas 25% de Bruno Henrique, mesmo percentual do BMG. A outra metade é do Londrina, clube paranaense no qual o jogador atuou até 2013.

Além de ainda discutir detalhes da compra de parte de Bruno Henrique, o Corinthians aguarda uma semana livre de jogos para ter tempo de regularizar a documentação do atleta na CBF, como explica Alessandro Gerente de futebol.

Técnico bate papo com jogadores após reclamações do atacante Guilherme

Após reclamação do atacante guilherme, Cristóvão reunir o elenco do Corinthians para um papo e afirma que grupo todo terá chances de jogar no Brasileiro. 
Guilherme deve continuar entre os reservas no jogo desta quarta-feira. A tendência é de que o time seja o mesmo da vitória sobre o Santa Cruz. 
Em entrevista coletiva após o treino de terça, o lateral-esquerdo Uendel citou o papo com o técnico e minimizou as declarações de Guilherme.
– Já era um grupo que sabia que todos seriam usados, o Cristóvão falou isso na chegada, falou hoje de novo. É o discurso do Corinthians. Todos vão ser importantes, e todos se sentem úteis. Todos se doam ao máximo porque sabem que a oportunidade aparece, às vezes de uma hora para outra. 
Não podemos perder essa gana de vir aqui e treinar 100% – afirmou Uendel.
Para o lateral esquerdo do Timão s palavras de Guilherme não chegaram a causar desconforto no elenco.
– Nosso grupo é bastante tranquilo, entendemos as palavras dele. Ele foi sincero, ele é bem sincero. Ele não entendeu o porquê de ter saído, mas respeita. O que nunca pode se perder é o respeito pelo companheiro. Confiamos muito nele. Não tem problema algum em externar os sentimentos. O importante é que dentro do grupo todos se respeitam – disse Uendel.

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Não é só no Brasil que o nome de Tite é destaque nas manchetes, como provável novo técnico da seleção verde e amarela.

A imprensa internacional também fala sobre Tite comandante do Timão, embora a reunião com a CBF, na noite desta terça-feira, tenha acabado sem acordo.

Em comum, as publicações elogiam as equipes comandadas por Tite por sua solidez. 

O Hermano "Olé" fala até da influência do italiano Carlo Ancelotti no trabalho de Tite, enquanto na Espanha, o "Marca" já colocou fogo e resgatou crítica que o Comandante Corinthiano fez a Neymar, estrelinha da seleção.

O site do Olé desde a demissão de Dunga, diz que " Tite dá muita importância à tática e que suas equipes normalmente mantêm a intensidade, mesmo quando mudam os jogadores".

"Tem muita capacidade de relacionar-se e explicar-se com os jornalistas e jogadores. Sua linguagem é clara. Sempre suas equipes têm uma atitude muito competitiva", acrescenta o jornal, acrescentando a influência que Ancelotti teve em seu trabalho, desde 2014. " O ano sabático para Tite".

Para o "Olé" , Ancelotti, influenciou muita a formação do brasileiro, que "aprendeu a ser mais intenso, direto e ganhou precisão para elaborar as partidas". Ressaltando, que foi após as conversas com Ancelotti, que Tite passou a adotar o esquema 4-1-4-1.

Já na Espanha... Elogios para a postura do brasileiro fora de campo. Em texto intitulado "Conheça Tite, o favorito da torcida para treinar o Brasil", o "As" diz que o técnico é "conhecido por seu caráter, ética e honestidade no trato com jogadores, dirigentes e imprensa".

"Suas equipes são sólidas, eficientes, com alta intensidade e grande aplicação e disciplina tática. Apesar de sua primeira preocupação ser a estabilidade defensiva, suas equipes sabem atacar e fazer danos ao rival de maneira gradual e cadenciada. Valorizando a posse de bola e esperando com paciência as brechas apresentar pelos rivais", acrescenta a publicação espanhola.

O "Marca", por sua vez, não traça um perfil de Tite, mas relembra que, no passado, o técnico já criticou Neymar. E exagera na análise: "O surpreendente é que Tite pode dinamitar a ‘amarelinha' por uma série de comentários dedicados ao (camisa) 10 do Brasil: ‘Neymar é um mau exemplo para as crianças'".

A declaração foi dada em agosto de 2012, após derrota do Corinthians para o Santos. Na ocasião, Tite se mostrou irritado com as simulações de Neymar. "Perder ou ganhar é do jogo. Simular uma situação para levar vantagem não é. É mau exemplo para o garoto que está crescendo, para o meu filho."

sábado, 11 de junho de 2016

O técnico Tite divulga a lista de 23 relacionados para o clássico

O técnico Tite divulga a lista de 23 relacionados que vão se concentrar para o clássico deste domingo contra o Palmeiras, às 16h,  Guilherme, vai jogar, o meia se recuperou das dores no joelho e treinou normalmente. Portanto, a escalação deve ser praticamente a mesma das últimas vitórias no Campeonato Brasileiro.

A única ausência é o zagueiro Vilson, que não se recuperou de um edema na coxa, sendo asim Yago volta a time titular.

O treinamento deste sábado não contou com a presença da imprensa. Tite queria pediu maior privacidade para orientar seus jogadores às vésperas do clássico, que vale a ponta da tabela do campeonato nacional.

Confira abaixo a lista dos 23 relacionados:

Goleiros: Walter e Cássio 
Laterais: Fagner, Uendel e Guilherme Arana 
Zagueiros: Felipe, Yago e Pedro Henrique 
Volantes: Cristian, Bruno Henrique, Willians, Maycon e Camacho 
Meias: Giovanni Augusto, Guilherme, Marquinhos Gabriel, Danilo, Rodriguinho e Marlone Atacantes: Luciano, André, Romero e Lucca

O Coringão deve enfrentar o porco com Walter, Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Cristian e Bruno Henrique; Marquinhos Gabriel, Guilherme e Giovanni Augusto; Luciano.

Roberto de Andrade, torcida única não evitará emboscadas....

Roberto de Andrade esteve no CT Joaquim Grava na tarde desta sexta-feira (10 de junho) e fez questão de acompanhar o técnico Tite na última entrevista coletiva antes do Dérbi de domingo, às 16h, no Allianz Parque, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.
O Presidente do timão esta descontente com a medida da FPF e da polícia militar, que impôs torcida única e impediu corintianos de irem à casa do adversário, o mandatário revelou que, além de considerar ineficaz, já viu brigas acontecerem mesmo com torcida única em clássicos.

“Não saiu na imprensa, mas, no jogo contra o Santos (pelo Brasileiro, na quinta rodada), houve emboscada da torcida do Santos em torcedores do Corinthians e seis foram hospitalizados. A confusão que a gente presencia é fora do estádio. E lá fora ninguém está proibido de ir. Dentro do estádio não tem problema nenhum, a polícia separa bem. É uma medida muito curta, não está resolvendo nem vai resolver. O futebol está caminhando para o fim se isso prevalecer”, reclamou o dirigente, explicando que não teve poder para mudar a decisão.

“Se eu tivesse poder para mudar, mudaria ontem. O Corinthians fez todos os esforços para que isso não acontecesse, conversamos com todas as instâncias do judiciário para que isso fosse revertido. Acho uma mudança descabida, desnecessário ao futebol, um desrespeito ao cidadão. O nosso torcedor não ficou ausente de nenhum jogo do Corinthians na história. Se isso fosse resolver a violência do país, eu apoiaria, mas não vai”, disparou.

Para Roberto, o que força isso é a segurança pública falha no Estado de São Paulo. 

“A segurança pública é quem tem de tomar as medidas cabíveis, não dá para culpar o cidadão. Daqui a pouco a gente não sai mais na rua para não ser assaltado. Só tem assalto porque tem gente na rua, não? É uma lógica que inexiste. Fico triste, sentido pelo torcedor, peço desculpas por não ter como agir em prol da nossa torcida. Tentei de todas as formas, mas não foi possível”, continuou.

Tite afirma! Negociações, atrapalharam o futebol de Felipe nas últimas partidas

Felipe pode fazer neste domingo (12 de junho), contra o Palmeiras, às 16h, no Allianz Parque, a sua última partida com a camisa do Corinthians. Com transferência praticamente acertada para o Porto (POR), que pagará R$ 24 milhões por 75% de seus direitos econômicos, o defensor será o capitão no duelo válido pela sétima rodada e já serve de inspiração para os novatos Pedro Henrique e Léo Santos, a princípio as opções de Tite para o setor.

“Um dia o Felipe chegou aqui no Corinthians e tinha dificuldade de posicionamento, não sabia exatamente e quando devia se antecipar. Mas era observador e treinava, até por isso foi para o Mundial e entrou naquela nossa lista. Agora ele está saindo como um jogador de Seleção Brasileira e eu falei para o Léo (Santos): ‘Olha, a bola está picando para você’. Ele me respondeu: ‘Quem sabe eu não aproveito’”, contou o técnico Tite.

Tite acredita no potencial de Pedro, 20 anos, e Léo, 17, até pela postura da diretoria de não ir atrás de reforços imediatamente. Tite pede que tenham paciência para utilizar os atletas, sendo recorrente os empréstimos de jogadores revelados recentemente pela base. Yago, que será titular no jogo contra o rival, por exemplo, foi revelado em 2011, mas ganhou suas primeiras chances apenas em 2015.

“O técnico não quer sozinho, ele participa de um clube com hierarquias. O técnico não pode se envolver com isso, com o que custa um jogador. Ele é mais uma parte integrante. O técnico é do conjunto. Léo é muito bom jogador sub-17. Não precisa da minha avaliação, já tem a do Alessandro, está em condições, então chamei para o profissional”, defendeu-se o treinador.

Com presença garantida apenas para o Dérbi, Felipe vive a expectativa de se apresentar aos portugueses, mas já deixou claro que quer ajudar o Corinthians até o último momento possível. A ideia é que ele consiga ao menos encarar o Fluminense, dando tempo de Balbuena, que está a serviço da seleção paraguaia na Copa América Centenário, ficar à disposição. Com apenas um ponto conquistado, o Paraguai deve ser eliminado neste final de sábado.

A saída em alta, por sinal, também se deu a uma conversa do atleta com o técnico Tite. Na avaliação do treinador, o camisa 28 acabou desconcentrando-se ao saber do interesse dos europeus e apresentou um nível baixo de jogo em algumas partidas, como a derrota por 3 a 2 para o Vitória, no Barradão.

“Nós conversamos a respeito de alguma área específica do futebol quando essas negociações estavam envolvidas, o Felipe se desconcentrou e o nível dele baixou. Aí chamei ela para conversar, ele entendeu e voltou ao seu melhor nível”, contou Tite.